quinta-feira, outubro 04, 2007

Hoje é o dia do animal


Quando era pequena, lembro-me de pedir sempre um cão, de presente de aniversário, Natal, dia das crianças, etc.
Como cão era uma grande responsabilidade, ia conseguindo ter peixes cor de laranja que viviam em aquários bola, tartarugas pequeninas que moravam em ilhas com direito a coqueiros e tudo e hamsters, que corriam o dia inteiro nas rodas de exercícios.
Quando já era adolescente a minha mãe fez-nos a vontade e ganhamos o "Dirty", um caniche branco sujo, muito meigo. ( Que não tenho foto, pq não é do tempo das máquinas digitais)
Quando ainda namorava com o meu marido, ele recebeu o "Bartolomeu" (Foto) da minha irmã mais nova. Com a mudança para São Paulo, o Bartolomeu passou a morar com os meus sogros, pois tinham mais espaço para ele.
Em Agosto passado o Bartolomeu deixou-nos, após 15 anos bem vividos!!!
Aqui em casa, estou na fase de os enganar com peixinhos cor de laranja que vivem em aquários bola... vamos ver quando tenho que passar para a fase tartarugas!!!
Vamos lá a respeitar os animais!!! Se assumimos o compromisso de trazer um para casa, é para sempre , na saúde e na doença.
Beijinhos e bom dia dos animais para todos.

7 comentários:

Antonela disse...

Olá Patricia,
realmente é uma pena ver animais serem tão bem tratados em pequeninos e dps qd crescem serem postos porta fora... Mt triste msm!
Beijinho e bom fim-de-semana

Gezinha disse...

Ainda bem que o meu é pequenino ainda não chegou nessa fase, mas ja me imagino tendo que inventar desculpas....rs
Beijinhos

Cakau Bijus disse...

Pois é amiga, não podias ter mais razão.
Adoro animais!
Adoro a minha Cakau e a minha Ágadir.
Beijocas grandes

Ana

Joanita disse...

Eu sempre tive cães mas nunca me apeguei muito a eles, até ao dia em que veio morar connosco um TerraNova preto, ainda pequenino, que depois desatou a crescer sem parar. Era o cão ideal, amigo, fiel e inteligente, fez-nos companhia durante 8 anos (a média de vida de um mastim), e depois teve de partir, infelizmente, a sua vida foi de muito sofrimento, era um animal muito doente, mas muito amado!

*Uma beijoca,
Joanita

P.S. Sim, são os habitantes dos castelitos anteriores.

olharbiju disse...

Tou de acordo contigo.
bjnhs
olharbiju

VerdeBlue disse...

oi Pat!
hum... imagino bem o q deve ser! ;)
mas segundo os "entendidos", é muito proveitoso as crianças crescerem com animais, em especial, cães!
Beijocas grandes e bom fsemana*******

Sara disse...

Ei, esqueceste-te de falar do "sobrinho" Martim, ele ficou tristinho....